O futuro dos data centers na América Latina: transformação impulsionada pela inteligência artificial

Em um mundo cada vez mais interconectado, a inteligência artificial será um motor de transformação para a indústria de data centers na América Latina

Por Nelson Fonseca, Presidente, Data Centers na Cirion Technologies

Salvador, 03/05/2024 – A inteligência artificial (IA) é uma força poderosa que redefine a forma como interagimos com a tecnologia, e a América Latina faz parte dessa revolução. Nesse contexto, a indústria de data centers, espinha dorsal da infraestrutura digital, está em um ponto de inflexão, onde a implementação da IA promete redefinir suas operações e eficiência.

Os data centers são fundamentais para impulsionar a rápida adoção da digitalização, incluindo inteligência artificial. No entanto, é importante considerar o impacto ambiental da indústria e o consumo de energia. De acordo com o relatório da Agência Internacional de Energia (AIE), melhorias na eficiência energética ajudaram a controlar o crescimento da demanda de energia de data centers e redes de transmissão de dados, que atualmente demandam cerca de 1-1,5% do uso global de eletricidade.

Uma das aplicações proeminentes da inteligência artificial em data centers é sua capacidade de melhorar a eficiência energética: implementar algoritmos de IA para monitoramento e ajuste em tempo real pode reduzir significativamente o consumo de energia, melhorando a sustentabilidade e reduzindo os custos operacionais.

A Gartner prevê que, até 2025, 50% dos operadores de data centers adotarão inteligência artificial, bots e aprendizado de máquina para melhorar a eficiência energética e operacional.

Por outro lado, a automação é outra área em que a inteligência artificial começa a deixar sua marca no data center. Na verdade, a IA pode ser usada para automatizar o planejamento de capacidade, apoiado por dados históricos sobre a demanda de recursos. A IA também pode ser aplicada para identificar e antecipar erros e falhas do sistema, permitindo mecanismos ou processos de auto-recuperação. Isso não só contribuiria para reduzir o risco de erro humano, como também para melhorar a confiabilidade e a segurança das operações.

A implementação da IA na gestão de infraestrutura permite uma tomada de decisão mais rápida e precisa, otimizando a alocação de recursos e garantindo o desempenho ideal em todos os momentos. Isso é especialmente importante em um ambiente onde a demanda por capacidade de armazenamento e processamento de dados está experimentando um crescimento exponencial.

Essas são algumas das razões pelas quais dizemos que a inteligência artificial está avançando na formação de um futuro mais eficiente e sustentável para os data centers na América Latina e no mundo. As estatísticas ressaltam a necessidade de adoção proativa de IA para impulsionar a eficiência energética, automação e inovação no gerenciamento de dados. E como a tecnologia hoje exige escala e flexibilidade, ter parceiros de negócios que permitam que as organizações abracem essa transformação de forma ágil e simples estará melhor posicionado para enfrentar desafios futuros e capitalizar oportunidades emergentes em um mercado cada vez mais competitivo, seja qual for o setor que olharmos.

Últimas notícias