O amadurecimento do mercado comprador de outsourcing

Por Romulo de Paula, sócio e diretor comercial da ART IT

Salvador, 18/04/2021 – A terceirização de mão de obra de tecnologia da informação sempre foi uma saída para empresas que precisam evoluir ou gerenciar suas estruturas de TI, mas sem optar por contratar profissionais e aumentar seus quadros de funcionários. A ideia é deixar essa responsabilidade nas mãos de fornecedores especialistas, que garantem a alocação de profissionais que tenham o conhecimento adequado para aquela necessidade.

Como o outsourcing de TI não é propriamente algo novo, é natural que passaria por mudanças e evoluções ao longo dos anos. Atuando neste mercado há mais de uma década, tenho segurança em afirmar este serviço continua extremamente importante para as empresas, só que há uma mudança do “outro lado do balcão”.

Hoje, o contratante está muito mais exigente, o que faz com que os fornecedores tenham que se preparar cada vez mais para atender altos níveis de serviço. Se antes o papel de uma empresa de outsourcing era apenas selecionar bons profissionais – e manter com ele uma relação de trabalho, ainda que ele estivesse alocado em um cliente – hoje espera-se dela um comprometimento muito maior, e que ela traga valor para a área de TI do contratante.

Atualmente, é muito comum que um cliente venha a nós solicitando profissionais para determinado projeto dentro de sua empresa, já tendo uma ideia de valor para a contratação. E claro, com mais informações suas exigências são maiores do que eram no passado: o cliente não quer apenas um bom profissional, que entregue alta qualidade e não gere retrabalho. Muitas vezes quer também que o fornecedor se responsabilize pela gestão e qualidade das entregas e do projeto como um todo, dentro do mesmo orçamento.

Se para quem vende outsourcing isso pode parecer ruim porque, na verdade não é. Este maior nível de exigência vem abrindo oportunidades para que, em vez de apenas alocações, o cliente opte por contratar os chamados “squads”, um grupo de profissionais com conhecimentos em diferentes disciplinas e que também inclui todo o gerenciamento do projeto. É uma tendência em forte crescimento, e que veio para ficar no mundo do outsourcing.

Como diretor de uma empresa que atua na área, entendo este aumento no nível de exigência em relação aos fornecedores como algo natural e resultado do amadurecimento do mercado comprador. Nos mostra que os responsáveis pela área de TI veem cada vez mais o outsourcing como a melhor opção para seus desafios internos, e isso continuará gerando uma série de oportunidades para quem oferece este serviço no presente e no futuro.

Últimas notícias