STE Engenharia contrata backup Adentro

Companhia gaúcha foi afetada pela enchente no Estado e firmou parceria que inclui NAS copiando para cloud para garantir o armazenamento e o backup dos dados

Salvador, 20/06/2024 – Assim como grande parte das empresas gaúchas, a STE – Serviços Técnicos de Engenharia foi impactada pelas enchentes que atingem o Rio Grande do Sul desde o início de maio. Com sede em Canoas (RS), para que a retomada dos trabalhos pudesse ser realizada de forma rápida e segura, a companhia contratou o serviço de backup da Adentro.

O contrato inclui NAS (Network Attached Storage), que permite o backup dos dados e a continuidade dos negócios da STE mesmo em um período tão delicado como o que passa o estado gaúcho. Em seus mais de 50 anos de existência, o acervo técnico da empresa registra trabalhos em praticamente todas as áreas da engenharia consultiva, com ênfase em setores de Transportes, Saneamento, Recursos Hídricos, Arquitetura e Urbanismo, Projetos Industriais, entre outras.

Segundo o CEO da Adentro, Ronaldo Barbieri, esses sistemas compostos por hardware e software auxiliam nos processos de compartilhamento das informações necessárias para o dia a dia da organização e conferem mais segurança.

“Já estávamos próximos da STE, em contato para fornecer o nosso atendimento. Com a tragédia que estamos vivendo, a emergência dos serviços fez com que as negociações avançassem mais rápido para atender as demandas geradas pela enchente. Os negócios foram impactados direta e indiretamente, mas a TI tem a possibilidade de ajudar a mantê-los funcionando e com segurança. Dessa forma, a nossa economia poderá se reerguer”, avalia

Fundada em 2012, a Adentro está presente em três data centers no país – no Rio Grande do Sul e em São Paulo. A empresa tem um portfólio com mais de 1,6 mil clientes atendidos, com marcas de renome como Fruki, Grupo Panvel, Sport Club Internacional, Gente Seguradora, Faculdades QI, Emater e Sulgás, entre outras. Apenas no primeiro semestre deste ano, a Adentro teve um incremento de 40% de receita e a expectativa é alcançar um crescimento de 95% até o final de 2024.

Últimas notícias