Prysmian desenvolve cabos submarinos para projetos de interligação elétrica e digital no Pará

Cabos híbridos vão transmitir energia e dados a regiões que hoje dependem de usinas termoelétricas e não possuem acesso regular à banda larga

Fábrica da Prysmian em Vila Velha-ES, que abriga o Centro de Excelência da companhia para o desenvolvimento de soluções offshore (Foto: Divulgação/Prysmian)

Salvador, 01/07/2024 – Líder mundial na indústria de cabos e sistemas de energia e telecomunicações, a Prysmian fornece cabos híbridos submarinos para projetos de interligação nas regiões de Belém e do Rio Tapajós no estado do Pará, desenvolvidos, com produção e testes de ponta a ponta em seu Centro de Excelência, localizado em Vila Velha-ES.

Os projetos de interligação fazem parte de um programa da concessionária Equatorial Pará que visa ampliar a oferta de energia elétrica e de redes de telecomunicações no Pará, onde algumas cidades e vilas ainda dependem de usinas termelétricas (UTEs) e não têm acesso regular à internet banda larga.

Projeto Aveiro

Balsa realiza o lançamento do cabo no leito do Rio Tapajós (Foto: Reprodução/TV Tapajoara/SBT)

A Equatorial Pará iniciou a interligação de aproximadamente 5 km, ligando a cidade paraense de Aveiro ao distrito de Daniel Carvalho, incluindo 3 km cruzando o leito do Rio Tapajós.

Para este projeto, a Prysmian desenvolveu um cabo que combina transmissão de energia (35 kV) com a de dados (fibras ópticas) para interligar as margens opostas do Tapajós. Ele será instalado no leito do rio a uma profundidade de cerca de dois metros. Além da fabricação de cabos, a Prysmian também acompanha o processo de instalação de cabos in loco.

A travessia é a primeira das três fases do projeto que visa interligar Aveiro ao Sistema Interligado Nacional (SIN), quadruplicando não apenas a atual capacidade energética, mas também permitindo descontinuar as UTES que atualmente abastecem a cidade.

Projeto Icoaraci

Interligação subaquática entre Icoaraci e Cotijuba deve atrair e estimular investimentos na região (Foto: Divulgação/Equatorial Pará)

Além disso, a Equatorial Pará iniciou o projeto de interligação de 11,7 km entre o distrito de Icoaraci, próximo a Belém, e a Ilha de Cotijuba, com o objetivo de conectar Cotijuba ao SIN e quadruplicar a energia atualmente disponível na ilha. Cerca de 4 mil pessoas vivem na ilha atualmente sob a expectativa de ver investimentos na região.

A primeira fase consistiu na ligação submarina de 5,2 km entre o distrito de Icoaraci e a Ilha de Cotijuba. A Prysmian desenvolveu um cabo semelhante ao utilizado no projeto de Aveiro, combinando energia e transmissão de dados.

Sobre o Grupo Prysmian
Líder mundial na indústria de cabos e sistemas de energia e telecomunicações, o Grupo Prysmian é uma referência global na transição energética e na transformação digital. Graças à sua ampla presença geográfica e portfólio de produtos; experiência e expertise comprovadas em inovação tecnológica e a sólida base de clientes, a empresa está bem posicionada para consolidar sua liderança e conquistar novos mercados em crescimento. A estratégia da Prysmian está perfeitamente alinhada aos principais impulsionadores do mercado, desenvolvendo sistemas de cabos resilientes, de alto desempenho, sustentáveis e inovadores para os segmentos de Transmissão, Power Grids, Eletrificação e Soluções Digitais. A Prysmian é uma empresa pública listada na Bolsa de Valores Italiana com quase 150 anos de experiência, cerca de 30.000 funcionários, 108 unidades de produção e 26 centros de P&D em mais de 50 países. Em 2023, as vendas ultrapassaram os € 15 bilhões.

Últimas notícias