NTT Data passa a fazer parte do FIRST, principal fórum de cibersegurança do mundo

No Brasil, apenas duas empresas de TI são membros do Fórum Global de Resposta a Incidente, sendo que a NTT Data é a única que possui um Centro de Operações de Segurança (SOC)

Salvador, 12/06/2024 – A NTT Data, líder global em negócios digitais e serviços de TI, acaba de anunciar que se tornou membro do FIRST, fórum global sem fins lucrativos que reúne profissionais de segurança da informação e equipes de resposta a incidentes do mundo todo para compartilhar conhecimentos, melhores práticas e colaborar na resolução de problemas de segurança cibernética.

Apenas 600 empresas no mundo participam desse seleto grupo, sendo que no Brasil são somente sete companhias, e apenas duas de TI contando com a NTT Data. “O Fórum é uma referência mundial no quesito segurança da informação, por isso é uma conquista muito significativa para nós, pois comprova nossa capacidade e expertise em atuar com projetos de cibersegurança de alta complexidade”, afirma Daniel Lima, Associate SOC Director da NTT Data no Brasil, ressaltando que para ser aprovada como membro, a companhia passou por um rigoroso processo de auditoria que avaliou a capacidade e a maturidade do time.

O executivo comenta os benefícios para os clientes. “O FIRST tem um papel fundamental na promoção da colaboração, do compartilhamento de conhecimentos e da troca de experiências entre profissionais de segurança da informação no país e no mundo. Teremos acesso a um grupo seleto de empresas para trocar informações sobre ataques e melhores práticas sobre cibersegurança. Participar do Fórum é um selo de garantia, uma chancela no que diz respeito à resposta à incidentes”.

Hoje a NTT Data possui no Brasil 110 colaboradores dedicados ao SOC (Security Operation Center) e ao Csirt (Computer Security Incident Response Team). “Oferecemos uma avançada estrutura de tecnologia e uma equipe de cybersecurity multidisciplinar, que atua de forma proativa, contínua e em tempo real: 24 horas por dia, 365 dias por ano, contemplando desde o monitoramento de eventos à identificação de ameaças, até a análise de vulnerabilidades, às recomendações de remediação, da identificação de incidentes a ações de resposta”.

No último quarter de 2023, a companhia cresceu 224% em receita envolvendo segurança de TI, comparado ao mesmo período de 2022. A projeção para este ano é de um crescimento superior a 50%.

Últimas notícias