SITA apresenta resultados recordes com foco em estratégia de rápido crescimento e expansão

Comemorando 75 anos na liderança em TI para o transporte aéreo, a empresa continua sua trajetória de crescimento, conquistando contratos importantes e abordando as principais tendências de transformação, viagens digitais e sustentabilidade

Salvador, 09/07/2024 – A SITA, líder global em soluções tecnológicas para o setor de transporte aéreo, anunciou resultados recordes em 2023, com receita aproximada de US$ 1,5 bilhão. Esse valor representa um aumento de 7% em relação ao ano anterior, além de indicar que 2024 terá um desempenho positivo semelhante. Ao revelar os resultados na Assembleia Geral Anual da SITA, em junho, o CEO David Lavorel também citou o crescimento da margem e do EBITDA, que excedeu o planejado em 4%.

“Cada um de nossos clientes e membros se beneficia de nosso forte desempenho e crescimento”, afirma Lavorel. “Isso significa que podemos autofinanciar a evolução de nosso portfólio e explorar mais oportunidades de inovação. Esse aspecto é vital à medida que abordamos as grandes tendências que as viagens enfrentam atualmente, além de adotarmos novas tecnologias para moldar o futuro do nosso setor. Os desenvolvimentos e inovações dos nossos serviços estão preparando a indústria para os próximos anos, proporcionando viagens fluidas e sem contato; eficiência operacional; resiliência e agilidade; sustentabilidade, entre outros benefícios”.

A SITA também registrou contratos e parcerias recordes para transformar os processos das jornadas nos aeroportos e nas fronteiras, por meio de identidades digitais, autoatendimento e biometria, todos habilitados para dispositivos móveis e fronteiras digitais. Dentre os exemplos estão pontos de contato biométricos para passageiros de companhias aéreas no Aeroporto de Frankfurt, uma colaboração digital de viagens e sustentabilidade com a Organização de Transportadores Aéreos Árabes (Arab Air Carriers Organization, em inglês) e testes contínuos de liderança mundial em Aruba, usando o padrão Digital Travel Credential (DTC – Credencial Digital de Viagens, em tradução livre) da Organização da Aviação Civil Internacional (ICAO).

Além disso, o acordo da SITA com a Autoridade de Aeroportos da Índia (AAI) prevê as mais recentes soluções de processamento de passageiros e a habilitação na nuvem para 44 aeroportos do país, preparando-o para um futuro de crescente aumento no tráfego de passageiros.

Com o retorno das viagens, surge a necessidade de tornar as operações eficientes. Neste ano, houve o lançamento da solução SITA Connect Go SD-WAN, que oferece ao setor a oportunidade de atingir o objetivo de digitalização. A Qatar Airways e a Biman Bangladesh Airlines foram os primeiros clientes a implementar a tecnologia para ajudar a impulsionar o crescimento.

Outra grande tendência é a TI colaborativa para aeronaves, que está auxiliando a tornar os voos mais eficientes e sustentáveis, por meio de IA e ferramentas operacionais baseadas em dados. Em 2023, as companhias aéreas adotaram intensamente o SITA OptiFlight® para reduzir o consumo de combustível e as emissões de CO2, com um melhor planejamento de rotas de voos. Entre elas estão a Azul Linhas Aéreas, a Singapore Airlines, a AIX Connect, a Vistara, entre outras. A IA e os serviços de otimização de voo são essenciais para ajudar na jornada da aviação rumo a um futuro de carbono líquido zero.

“Superamos significativamente as metas do primeiro ano do nosso plano de negócios para o crescimento da SITA. Como resultado, entramos em 2024 com um forte vento a favor”, destaca Lavorel. “Com 75 anos de sucesso, estamos olhando para o futuro das viagens. Nossa missão é preparar nossos clientes para oferecer a melhor experiência de jornada e transporte, com as tecnologias mais avançadas, eficientes e sustentáveis.”

Continuando o foco nas eficiências operacionais e na sustentabilidade do setor de viagens, em 2024 foi lançado o SITA Total Airport Optimizer. Utilizando uma plataforma baseada em IA, a solução ajuda os aeroportos a gerenciar todos os aspectos de suas operações. Por meio de uma parceria com a Univers, a ferramenta também traz a sustentabilidade para o centro da tomada de decisões operacionais. Isso significa que os aeroportos podem monitorar e relatar o uso de energia, as emissões de aeronaves e outros veículos e sua pegada de carbono.

O momentum, em 2024, continua com a aquisição da Materna IPS, líder no manuseio de passageiros para aeroportos e companhias aéreas, pela SITA. Esta ação reformulará a aviação, criando o portfólio de passageiros mais poderoso do mundo para aeroportos e viagens digitais.

Com o anúncio dessa aquisição, a SITA lançou o SmartSea, por meio de um acordo com a Columbia Shipmanagement, administradora de navios e prestadora de serviços marítimos de classe mundial. O lançamento faz parte da expansão da empresa para cruzeiros e trens, bem como para a Mobilidade Aérea Urbana, como a Vertiports.

Posteriormente, a SITA adquiriu a ASISTIM, uma empresa renomada por seus serviços gerenciados de operações de voos de companhias aéreas. Com isso, companhias aéreas de todos os portes poderão terceirizar parte de suas operações de voo, por meio de um serviço totalmente desenvolvido e gerenciado pelo Centro de Controle de Operações (OCC).

“Este é um momento empolgante para o setor de viagens”, acrescentou o executivo. “As principais tendências, como a digitalização e a sustentabilidade, mudarão definitivamente a forma como trabalhamos. Agora, estamos posicionados para ajudar os setores mais amplos de viagens e transporte a criarem experiências de jornadas cada vez mais fluidas, obterem eficiência e resiliência operacionais e atenderem aos requisitos sustentáveis”, finaliza Lavorel.

Últimas notícias