Regazzo entra na lista das dez empresas de tecnologia com maior crescimento do Brasil

Salvador, 19/08/2022 – A Regazzo, fábrica de softwares situada em Curitiba-PR, está entre as dez empresas de tecnologia do Brasil que mais cresceram, de acordo com o ranking da EXAME de “Negócios em Expansão 2022”. Na classificação geral da lista, a empresa ficou em 27º em todo o Brasil.

Depois de dois anos sem edição por conta da pandemia de Covid-19, o ranking foi desenvolvido graças a uma parceria com a BTG Pactual e suporte técnico da PwC Brasil, que tem por objetivo analisar empresas com receitas operacionais líquidas anuais entre R$ 2 milhões e R$ 5 milhões, todas alocadas no Brasil. O critério é a evolução da receita ao longo do ano anterior, com base nas demonstrações contábeis – balanço patrimonial e Demonstração de Resultado do Exercício (DRE) – referentes aos anos de 2020 e 2021.

“Mesmo em uma época de recessão e instabilidade econômica, muitas empresas têm conseguido métricas de crescimento muito interessantes e com potencial de atrair investidores que estão de olho no mercado. Ver que a Regazzo está cotada entre as tops do país é um impulso e demonstra que estamos no caminho certo”, diz André Regazzo, CEO da empresa.

A lista da EXAME, além de um grande benchmark de mercado, também serve para mostrar como anda o panorama nacional no mundo das empresas e startups. A Regazzo, por exemplo, foi a única empresa paranaense de desenvolvimento de softwares que figurou entre as 100 primeiras do ranking, e se levado em conta todas as categorias (que além de Tecnologia e Mídia, também tinham Serviços, Educação e Saúde, Alimentos e Bebidas, Transporte e Logística, Imobiliário, entre outras), a empresa esteve entre as três paranaenses mais bem colocadas.

Veja como a Regazzo entrou para a lista das dez empresas de TI (Tecnologia da Informação) com maior crescimento do Brasil

Não é de hoje que a Regazzo tem buscado crescer e se fortalecer no cenário nacional. Fundada em 1998 para fornecer soluções tecnológicas para a indústria automobilística, a empresa foi se adaptando e remodelando suas formas de fazer negócio e tecnologia de acordo com o fluxo do próprio mercado.

“Não teve nada de mágica, nem de sorte, mas muito trabalho, dedicação, planejamento, além do cumprimento dos planos de forma rigorosa”, relembra André Regazzo.

No final da segunda década dos anos 2000, a Regazzo iniciou um movimento de diversificação de seus produtos e serviços, para além da indústria automobilística, intensificando o processo em 2019.

Com o aquecimento do setor de TI em 2020, muito por conta da busca por digitalização de processos em uma época que a pandemia levou o mercado a esse movimento, a empresa já estava muito bem estruturada para crescer ainda mais. Em 2021, o faturamento foi de R$ 6 milhões, o triplo de três exercícios atrás, e a meta para 2025 é chegar em R$ 30 milhões.

Entre as grandes conquistas nessa retomada, o destaque foi o desenvolvimento de uma solução para uma grande indústria do segmento de papel e celulose, que digitalizou todo o processo de inspeção de qualidade, o “checklist”, a partir de um aplicativo móvel que enriqueceu o processo de inspeção. Atualmente, a solução está inserida em nove plantas dessa indústria.

Além de atender empresas industriais, a Regazzo hoje conta com soluções direcionadas a negócios do setor financeiro, educacional e de logística concentrada na fabricação de softwares, terceirização de profissionais (outsourcing), sustentação de sistemas e trabalhos de consultoria em design thinking e metodologia ágil.

“Nossa jornada segue firme e forte, e nosso crescimento não seria igual se não fosse pela dedicação do nosso time. Temos conseguido buscar no mercado pessoas brilhantes que agregam um capital intelectual gigante à Regazzo. Grande parte do nosso sucesso é responsabilidade deles e sou muito grato a todos”, enfatiza e celebra o CEO da empresa, André Regazzo.

Últimas notícias