Alura adquire FIAP e faturamento projetado é de R$ 420 milhões

Salvador, 18/08/2022 – A Alura, maior comunidade de aprendizado em tecnologia do Brasil, anuncia hoje (18) a união com a FIAP, principal centro universitário privado de ensino de tecnologia. Com a transação, as empresas criam o maior ecossistema de educação em tecnologia do país, consolidando um verdadeiro player em lifelong learning: com soluções de educação e produtos diferentes para as diversas etapas de desenvolvimento das carreiras dos alunos.

A Alura, suportada por Crescera e Seek, dois renomados fundos de investimento em educação, adquire participação majoritária na FIAP. Os fundadores da FIAP continuam como sócios da instituição com participação relevante na companhia e Gustavo Gennari permanece ocupando a posição de CEO à frente da gestão, em conjunto com o atual time acadêmico e de executivos.

“Esta associação representa a união de duas grandes referências de ensino na área de tecnologia e, a partir de agora, seremos o principal player do país no segmento. Teremos um portifólio completo para toda a jornada de formação de pessoas e profissionais com foco nas carreiras do futuro e uniremos a qualidade e referência da FIAP nas Graduações e MBAs presenciais e digitais, imersões e soluções de ensino para corporações, à nós, a maior comunidade de aprendizado em tecnologia do Brasil, com mais de 1.300 cursos nas áreas de programação, data science, front-end e negócios digitais, com 250 mil alunos e 5 mil clientes corporativos”, afirma Paulo Silveira, Fundador e CEO da Alura.

A união entre as empresas ainda prevê a criação de novas soluções e produtos para o mercado de educação, além da aceleração da expansão do ensino para todo o território nacional, contando com um portfólio completo de ensino em tecnologia e soluções de upskilling e reskilling nas corporações. Com isso, a projeção de faturamento conjunto para 2022 é de R$ 420 milhões.

“FIAP e Alura são instituições que têm o mesmo DNA, são apaixonadas por educação, por tecnologia e principalmente por gente. Ambas acreditam no poder da educação e da tecnologia para criar uma sociedade melhor. São instituições que se complementam e, que juntas, ampliam suas capacidades de crescimento e de geração de valor para alunos, colaboradores, professores e para toda a comunidade. A qualidade do nosso corpo docente, dos nossos times, metodologia de ensino diferenciada e modelo acadêmico inovador que nos trouxeram até aqui são as nossas características marcantes que serão mantidas. Junto com a Alura, ampliamos nossa capacidade de crescimento e abrimos novas possibilidades, que nos permitirão oferecer soluções ainda mais completas e inovadoras, além de novos benefícios aos nossos alunos”, disse Gustavo Gennari, CEO da FIAP.

Essa união vai possibilitar muita sinergia entre as Instituições. Exemplo disso, o projeto interno de faculdade da Alura, a Alura Tech, que agora junta forças com a FIAP, aproveitando o que cada uma tem de melhor, com objetivo de proporcionar uma experiência cada vez mais única para profissionais de tecnologia, criando novos cursos e conteúdos cobranded, desenhados conjuntamente, que passarão a também fazer parte da FIAP ON.

Mais do que reforçar o ensino e a educação dos atuais alunos e alunas das instituições, a transação pretende ir além, aprimorando a comunidade de tecnologia brasileira em um círculo virtuoso, ajudando a marcar o Brasil no mapa de tech mundial e juntando forças para alavancar ainda mais o ensino de programação e tecnologia no país, aumentando significativamente a formação de novos profissionais qualificados na área a cada ano.

De acordo com um estudo da Brasscom a demanda por profissionais de tecnologia deve chegar a 797 mil vagas nos próximos três anos, além disso, o país deve enfrentar um déficit anual de 159 mil desenvolvedores de software e serviços de tecnologia da informação. “Os dados mais do que comprovam que esse mercado está extremamente aquecido, há uma necessidade enorme por profissionais qualificados e de altíssima qualidade. A partir dessa união, junto com a FIAP, elevamos a barra de ensino e contribuímos ativamente para diminuir a dor que é encontrar profissionais de tecnologia capacitados para a resolução das atuais demandas do mercado”, explica Silveira.

A operação foi assessorada pelo Itaú BBA por parte da FIAP e UBS/BB por parte da Alura, estando sujeita à satisfação de condições precedentes usuais, incluindo a aprovação do CADE. A gestão das companhias seguirá de forma totalmente segregada até a conclusão da operação, a qual espera-se que ocorra durante o segundo semestre de 2022.

Últimas notícias