Inter e Programadores do Amanhã se unem para formação de jovens na área de TI

Colaboração entre a companhia de tecnologia e o projeto social pretende formar cerca de 300 programadores até 2025

Salvador, 05/07/2024 – O Inter, Super App financeiro com mais de 32 milhões de clientes, anuncia essa semana apoio ao projeto social Programadores do Amanhã, que oferece formação gratuita para jovens pretos, pardos e indígenas em situação de vulnerabilidade social. Além de fornecer conhecimento técnico em programação de software, o projeto oferece apoio emocional e social, aulas de inglês e orientação profissional ao longo de 12 meses de curso.

A instituição por trás do Super App financeiro contribuirá com o projeto tanto economicamente quanto com a inclusão de um módulo especial de educação financeira no curso.

O Programadores do Amanhã já formou mais de 300 jovens desde sua fundação, em 2021. A estimativa feita pela Instituição é que esses profissionais aumentaram até 250% na renda familiar ao se empregarem.

Guilherme Ximenes, CTO do Inter, diz que a iniciativa é a realização de um capítulo especial para a companhia com a promoção de impacto social positivo. “Como uma empresa que tem a tecnologia como pilar intrínseco, é de grande importância aumentarmos as oportunidades para que uma grande diversidade de pessoas entre nesse mercado de programação, cada vez mais valorizado e voltado para as tendências do futuro.”

A parceria tornará mais simples o objetivo do Programadores do Amanhã, de trazer uma maior prosperidade para os alunos que estão começando suas vidas profissionais. “Inter e Programadores do Amanhã trabalham para promover a independência financeira das pessoas. Com a cooperação da instituição, vamos potencializar uma formação profissional abrangente para esses jovens. Para o Programadores do Amanhã, contar com o apoio de uma das principais empresas de tecnologia do Brasil na formação de centenas de jovens torna nosso currículo ainda mais alinhado com as demandas do mercado.” diz Cléber Guedes, CEO e Cofundador do Programadores do Amanhã.

A educação financeira como chave para a inclusão

A criação de um módulo de educação financeira em parceria com o Inter vem com o objetivo de trazer uma maior prosperidade para os alunos que entrarão no mercado de trabalho. “Essa parceria dá a esses jovens possibilidades de aprenderem como ter uma vida financeira inteligente logo que entrarem no mercado de trabalho e traz conhecimentos para que lidem de uma forma saudável com o dinheiro,” complementa Ana Luiza Franco Forattini, Diretora Jurídica, de Compliance e ESG do Inter. De acordo com as instituições envolvidas, a expectativa é que mais 300 alunos sejam formados até 2025 com a entrada do Inter no cenário.

A nova ação do Inter reforça um fundamento de conexão entre tecnologia e responsabilidade social – como fez por meio do Orange Tech+, que ofereceu mais de 35 mil bolsas para pessoas pretas e pardas em cursos de programação e o Órbi Academy Techboost, um dos maiores programas brasileiros de formação de desenvolvedores de softwares, que concedeu mais de 55 mil bolsas integrais para pessoas de todas as idades.

De 2019 a 2023, a empresa por trás do Super App já apoiou 80 projetos sociais em Editais de Voluntariado, realizou mais de 120 ações sociais e obteve mais de 50 mil interações nos conteúdos de Educação Financeira, sendo essa a funcionalidade mais acessada da plataforma Vida Sustentável, dentro do aplicativo da companhia.

Sobre o Inter

Mais que banco digital, o Inter é um Super App financeiro que oferece produtos integrados para cada necessidade da vida, como pagar contas, poupar, investir, fazer compras, cuidar da saúde e viajar. Seus mais de 32 milhões de clientes contam com um ecossistema completo de serviços criados para ajudá-los a usar o dinheiro de forma cada vez mais eficiente. Atuando nas frentes de banking, investimentos, crédito, seguros e remessas internacionais, além contar com um programa próprio de pontos e um shopping que reúne os melhores varejistas do Brasil e dos Estados Unidos, a empresa tem índice de eficiência de 47.7%, carteira de crédito bruta de R$ 32,1 bilhão, patrimônio líquido de R$ 8,5 bilhões e ativos totais de R$ 62,5 bilhões.

Últimas notícias