Eventos

Oitava reunião da SUCESU é marcada por palestra sobre proteção de dados

Salvador, 21/07/2019 - “A economia está se tornando digital e existe uma pressão muito forte para as empresas tradicionais se reinventarem”. Foi com essa afirmação que o diretor da Dell, Wellington Montenegro, abriu a palestra “Desafios para proteger seus dados na era digital”, na noite desta quinta-feira (18). O evento, que está na sua oitava edição e reuniu um grupo de CIOs da Sociedade dos Usuários de Tecnologia da Bahia (SUCESU), na Rocca Pizzaria, no bairro da Pituba, em Salvador, foi uma oportunidade de  proporcionar interação entre os profissionais da TI de diversas empresas privadas e órgãos governamentais da Bahia.

De acordo Luiz Henrique Prates, presidente da SUCESU, a entidade “faz uma reunião dessas a cada mês para que a gente possa interagir, trocar ideias, informações e dinamizar cada vez mais a TI da Bahia”, salientou.  Ele também adiantou que a entidade já iniciou os preparativos para o congresso que reunirá uma média de 500 pessoas, entre os dias 16 e 17 de outubro, no Hotel Deville, na capital baiana.

A novidade deste encontro, conforme explicou o CEO da CHIP Marcos Rabelo, foi a parceria com a SUCESU para realização do evento. “A nossa parceria com a Dell não é recente, já estamos caminhando juntos há algum tempo. Esse é o primeiro evento em parceria com a SUCESU para apresentar as empresas as soluções que a Dell tem na área da segurança da informação”, reforçou.

Palestra - O ponto central da palestra “Desafios para proteger seus dados na era digital” foi o alerta aos CIOs presentes sobre a importância da proteção de dados em ambientes seguros e também a adequação destas empresas para atender a nova Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), Lei nº 13.709/2018.

De acordo com o diretor Wellington Montenegro, esse é um tema bastante desafiador para Dell. “O tema está cada vez mais relevante por conta do valor dos dados. Tem muitas empresas que têm um volume de negócios todo em dados. Se você tem qualquer indisponibilidade no sistema, significa a perda destes dados”, reiterou.

Ele também apresentou uma pesquisa que aponta que 60% do Produto Interno Bruto (PIB) global virá de negócios digitais até o ano de 2022.

® 2007-2011 TIBAHIA.COM - O portal de tecnologia da Bahia. Todos os Direitos Reservados.