Fabricantes

VMware anuncia portfólio VMware Tanzu para transformar a maneira como as empresas constroem, executam e gerenciam software no Kubernetes

Salvador, 10/09/2019 - A VMware lança o VMware Tanzu, um novo portfólio de produtos e serviços para transformar a maneira como as empresas constroem, executam e gerenciam software no Kubernetes. Isso inclui uma prévia da tecnologia do Project Pacific - focada na transformação do VMware vSphere em uma plataforma nativa Kubernetes na versão futura; e VMware Tanzu Mission Control - um ponto de controle único a partir do qual os clientes gerenciarão todos os seus clusters Kubernetes, independentemente de onde eles sejam executados. Com o contrato definitivo para adquirir a Pivotal, a VMware estará posicionada para oferecer o mais abrangente portfólio corporativo baseado em Kubernetes para aplicações modernas.

"As organizações estão buscando um parceiro para encontrar-se com elas e orientá-las na migração para aplicações nativas na nuvem", diz Raghu Raghuram, COO da VMware. "Para acelerar a jornada de nossos clientes, concentramos nossos esforços e inovações em três dimensões: construir, executar e gerenciar. O Project Pacific transformará o vSphere em uma plataforma nativa Kubernetes, proporcionando mais velocidade para desenvolvedores e operadores de TI, simplificando muito a maneira como eles executam e gerenciam suas aplicações modernas e existentes. E com o VMware Tanzu Mission Control, eles poderão gerenciar uma presença crescente do Kubernetes em ambientes a partir de um único ponto de controle, para total gestão de políticas e segurança."

VMware permite que empresas aproveitem todo o potencial do Kubernetes

Os produtos e serviços VMware Tanzu ajudarão as empresas a criar aplicações modernas, executar Kubernetes com consistência nos ambientes e gerenciar todos os seus clusters Kubernetes a partir de um único ponto de controle. Os recursos abrangem:

Criação de aplicações com uma moderna cadeia de suprimentos de software

A VMware fez investimentos significativos para oferecer um portfólio abrangente de ferramentas para desenvolvedores e uma moderna cadeia de suprimentos de software. Isso incluirá:

Pivotal – A VMware anunciou recentemente um contrato definitivo para adquirir a Pivotal. A empresa oferece uma plataforma abrangente e uma conexão profunda com a comunidade de desenvolvedores. Todo mês, o Spring Initializr é usado pelos desenvolvedores para iniciar 1,5 milhão de novos projetos, e o Spring Boot é baixado mais de 75 milhões de vezes. O Pivotal Application Service (PAS) possui mais de 750 mil instâncias de produção corporativa em execução globalmente, e a Pivotal anunciou que o PAS e seus componentes, como o Pivotal Build Service e o Pivotal Function Service, estão sendo desenvolvidos para execução no Kubernetes.

Bitnami – A Bitnami fornece o maior catálogo de conteúdo de aplicações pré-construída, digitalizada, testada e mantida continuamente para clusters Kubernetes com uma audiência de 2,5 milhões de desenvolvedores. A VMware apresentou durante o VMworld o Project Galleon - uma oferta beta que permitirá que a TI corporativa ofereça stacks e formatos de aplicativos personalizados e atualizados para seus desenvolvedores finais, prontos para várias nuvens.

ISV Ecosystem – A VMware continua a expandir seu amplo ecossistema ISV para oferecer serviços de valor agregado através de Kubernetes e criar aplicações na plataforma que podem ser disponibilizadas no Catálogo da Comunidade Bitnami. A VMware também aumentou significativamente o número de parceiros que concluíram a competência VMware PKS Solution.

Execução de aplicações modernas aproveitando o Kubernetes

O lançamento do VMware Tanzu foi ancorado no anúncio do Project Pacific, focado em transformar o VMware vSphere em uma plataforma nativa Kubernetes - liberando seu potencial para centenas de milhares de clientes do vSphere. Essa nova arquitetura inovadora da plataforma permitirá que as empresas acelerem o desenvolvimento e a operação de aplicações modernas na solução, enquanto continuam aproveitando os investimentos existentes em tecnologia, ferramentas e conjuntos de habilidades. O Project Pacific fornecerá os seguintes recursos:

vSphere com Kubernetes nativo

A incorporação do Kubernetes no plano de controle do vSphere transformará a plataforma, permitindo a convergência de contêineres e VMs em um único lugar. O Project Pacific também adicionará um runtime de contêiner ao hypervisor. Os novos pods nativos do ESXi combinarão as melhores propriedades dos pods Kubernetes e das VMs para fornecer um tempo de execução mais seguro e de alto desempenho para cargas de trabalho críticas.

Gerenciamento focado nas aplicações

O Project Pacific permitirá o controle a nível de aplicação para executar políticas, cotas e acesso baseado na função dos desenvolvedores. Com a plataforma, a TI terá visibilidade unificada dos clusters, contêineres e VMs existentes no VMware vCenter Server for Kubernetes, além de aplicar recursos corporativos, como Alta Disponibilidade (HA), Agendador de Recursos Distribuídos (DRS) e vMotion na aplicação.

Colaboração entre desenvolvedores e operadores de TI

Os operadores de TI usarão as ferramentas do vSphere para fornecer clusters do Kubernetes aos desenvolvedores, que poderão usar as APIs do Kubernetes para acessar a infraestrutura SDDC (Data Center definido por Software). Com o Project Pacific, desenvolvedores e operadores de TI obterão uma visão consistente por meio das construções Kubernetes no vSphere.

As empresas que desejam iniciar o caminho do Kubernetes no vSphere hoje podem adotar o VMware PKS. A solução é a principal oferta de Kubernetes da VMware, usada por muitas das maiores e mais complexas organizações do mundo, ajudando-as a implantar, executar e gerenciar o Kubernetes para produção em múltiplas nuvens.

Gerenciamento de infraestruturas multi-cloud e multi-cluster

O VMware Tanzu inclui uma visualização técnica do VMware Tanzu Mission Control. Com a solução, os clientes terão um único ponto de controle para gerenciar todos os seus clusters Kubernetes em conformidade, independentemente de onde estão sendo executados - vSphere, nuvens públicas, serviços gerenciados, distribuições em pacotes e Kubernetes do tipo faça você mesmo (DIY). O novo serviço oferecerá amplos recursos fornecidos pelo extenso portfólio de produtos da VMware, como:

Visibilidade do administrador de todos os clusters Kubernetes

O VMware Tanzu Mission Control fornecerá aos administradores a visibilidade de todos os clusters do Kubernetes, incluindo a avaliação da integridade do cluster e dos componentes. Os clientes que procuram mais detalhes de diagnóstico ou de pilha completa poderão acessar diretamente o Wavefront por meio da solução.

Controle de política do operador

A solução da VMware com a Tanzu simplificará a aplicação de políticas de acesso, cotas, backup, segurança e muito mais à nível de clusters individuais ou grupos que abrangem ambientes. Isso é consistente com o compromisso da VMware em oferecer suporte à escolha do cliente na nuvem, ajudando-os a executar Kubernetes em qualquer lugar.

Independência do desenvolvedor

O VMware Tanzu Mission Control permitirá que os desenvolvedores acessem recursos por meio de espaços de trabalho com métodos de autoatendimento, fornecidos pelas APIs do Kubernetes. Um princípio básico do portfólio VMware Tanzu é fazer o melhor uso possível do software de código aberto. E assim, a nova solução utilizará Cluster API para gerenciamento do ciclo de vida, Velero para backup/recuperação, Sonobuoy para controle de configuração e Contour para controle de entrada. A VMware agora é um dos três principais colaboradores do Kubernetes.

mais recentes · mais antigos

® 2007-2011 TIBAHIA.COM - O portal de tecnologia da Bahia. Todos os Direitos Reservados.