Negócios

Hospital Santa Izabel investe em Aplicativo de Transporte para Pacientes

Salvador, 09/09/2019 - O usuário acessa a ferramenta, solicita o transporte e aquele que estiver mais próximo, vai até o local indicado. Essa descrição é bem familiar para quem está acostumado a utilizar os serviços de aplicativo de transporte, mas agora vem a surpresa: essa é uma realidade que existe dentro do Hospital Santa Izabel. Isso mesmo - como forma de melhorar o trânsito de pacientes, criou-se um sistema interno de transporte acionado por aplicativo que logo foi apelidado pelos colaboradores de ‘Uber de transporte dos pacientes’ e dá para entender o motivo.

Oficialmente denominado de TEP – Transporte Especializado de Pacientes, o sistema permitiu que o número de transportes realizados mensalmente no HSI subisse de quatro para nove mil. Funciona assim: o usuário, que normalmente é o assistente de enfermagem responsável pelo paciente, faz a chamada no sistema no computador, especificando quem é o paciente, que tipo de transporte ele precisa – maca ou cadeira de roda – onde ele está, para onde precisa ser levado, além de informar se está sob cuidados especiais, como uso de oxigênio.

Com a solicitação, o agente de transporte mais próximo é acionado através do aplicativo instalado no celular. Ao chegar ao local, o agente faz uma série de checagens que monitoram e asseguram todo o processo. Através do aplicativo, ele faz a leitura do QR-Code afixado em todas as unidades do HSI para confirmar a chegada ao local, em seguida, lê o código de barra existente no crachá da assistente de enfermagem que acionou o transporte e por fim, também através do aplicativo, faz a leitura da pulseira do paciente para confirmar que está transportando a pessoa correta.

Todas essas etapas são registradas no aplicativo, que gera relatórios em relação ao tempo e gestão da ferramenta. “O resultado é um processo mais seguro e eficiente para todos os envolvidos. Além disso, a equipe de transporte ganhou em agilidade e aumento de produtividade”, relata Milena Silva, gerente de hotelaria do Hospital Santa Izabel.

Para o auxiliar de transporte, Tiago Souza, o sistema tem agregado positivamente na rotina. “Essa experiência tem sido inovadora e representado maior eficiência na realização das atividades. Além do diferencial e do avanço na segurança do paciente, a comunicação entre os colaboradores e entre a nossa equipe melhorou muito”, relata.

Uma das novidades recentemente incorporadas ao TEP é a possibilidade de acionar um carrinho elétrico infantil para os pacientes pediátricos. Com funções semelhantes ao de um veículo de verdade – buzina, luz de farol, cinto de segurança, alavanca de frente e ré – o carrinho é conduzido pelo colaborador através de um controle remoto, permitindo que as crianças se tranquilizem no caminho até a realização do procedimento.

mais recentes · mais antigos

® 2007-2011 TIBAHIA.COM - O portal de tecnologia da Bahia. Todos os Direitos Reservados.