Negócios

SumUp levanta R$ 1,5 bilhão para acelerar crescimento a nível global

Salvador, 17/07/2019 - A SumUp, fintech de pagamentos móveis, anuncia hoje o levantamento de € 330 milhões (o equivalente a cerca de R$ 1,5 bilhão) para acelerar o seu crescimento a nível global. Bain Capital Credit, Goldman Sachs Private Capital, HPS Investment Partners e TPG Sixth Street Partners são as instituições responsáveis pelo apoio financeiro à empresa, fundada em 2012.

Esse capital será utilizado para acelerar o crescimento da SumUp e conquistar um número cada vez maior de novos clientes nos 31 países em que atua ao redor do mundo. O montante também será destinado a continuar expandindo o portfólio de produtos que a fintech oferece, tanto organicamente quanto por meio de novas fusões e aquisições.

Para o Brasil em especial, há também o interesse primordial de realizar cerca de 100 novas contratações em 2019 para reforçar o time, que conta atualmente com 700 funcionários localizados em São Paulo (SP). Globalmente, a SumUp possui 1.500 funcionários atuando em 15 escritórios espalhados por três continentes.

No mundo, mais de 1,5 milhão de clientes utilizam uma das máquinas de cartão oferecidas pela SumUp — que vem adicionando aproximadamente 4 mil novos clientes por dia à operação e espera gerar cerca de € 200 milhões em receita este ano. Recentemente, foram anunciadas as compras das startups Debitoor (software de faturamento e contabilidade online) e Shoplo (plataforma de comércio online e marketplace).

"Com o objetivo de apoiar e acelerar ainda mais o crescimento da SumUp no mundo, acabamos de garantir o equivalente a cerca de R$ 1,5 bilhão provenientes de investidores globais de grande reputação", afirma Fabiano Camperlingo, CEO da SumUp no Brasil. "Esse valor será usado para apoiar nossa estratégia de aquisição de novos clientes, criar novos produtos e garantir a posição da SumUp como líder de mercado em todo o mundo."

A Goldman Sachs International assumiu o papel de agente estruturador líder da operação, a Barclays PLC atuou como agente estruturador e a Weil, Gotshal & Manges foi consultora jurídica da SumUp durante o processo de financiamento.

mais recentes · mais antigos

® 2007-2011 TIBAHIA.COM - O portal de tecnologia da Bahia. Todos os Direitos Reservados.